Reset da Password

Faça a Sua Reserva
Pesquisa Avançada
Your search results
Março 22, 2019

“Azores Triangle Seas Photo Challenge”: Um veículo de promoção dos Açores como destino náutico de eleição

Cory Fults, 1º Prémio; Chris Robinson, 2º Prémio; Brandon Cole, 3º Prémio e Silvio Solleliet, Menção Honrosa, foram os vencedores do “Azores Triangle Seas Photo Challenge” 2018, que reuniu a concurso 33 fotografias e cuja Sessão de Entrega de Prémios decorreu quinta-feira, dia 21, na Fábrica da Baleia, ilha do Faial.

José Decq Mota, Presidente da Direcção do Clube Naval da Horta (CNH) – Entidade Promotora desta iniciativa, que se realizou pela primeira vez em 2017 – começou por agradecer a presença de todos – colegas de Direcção, Sócios do CNH, Órgãos de Comunicação Social (OCS) – mas em especial das entidades presentes, nomeadamente Cíntia Martins, Directora Regional do Turismo; Ester Pereira, Vereadora da Câmara Municipal da Horta em representação do Presidente; Rafael Silva, Capitão do Porto da Horta; Armando Castro, Director da Marina e Representante da “Portos dos Açores, S.A.”, bem como Luís Carlos Decq Mota, Presidente da Assembleia-Geral do CNH. Este Dirigente referiu que, sendo o CNH uma instituição dedicada aos desportos e actividades náuticas “com a pretensão de ter uma actividade desportiva náutica em qualidade e quantidade, associa sempre um esforço muito grande de captação de divulgação dos Açores, do Faial, do nosso mar e de defesa dos Açores como um destino náutico de eleição das mais diversas modalidades náuticas”. E frisou: “Basta ver os nossos programas anuais de actividade para perceber que estas duas componentes estão bem presentes em tudo o que nós fazemos.

Esta pequena cerimónia referente à 2ª edição do “Azores Triangle Seas Photo Challenge” 2018, que é um Concurso de Fotografia Subaquática, é sinal disso mesmo. Trata-se de uma prova livre, lançada em termos diferentes daqueles que são os habituais, estando os concorrentes apenas limitados pelo tempo em que é elegível a fotografia e pelo local (mar circundante das três ilhas que formam o Triângulo: Faial, Pico e São Jorge). Como se vê pela classificação, há estrangeiros interessados nisto e há fotógrafos de qualidade.

Está já no nosso programa para 2019 a 3ª edição deste Concurso mas agora com o intuito de, após estes dois magníficos testes, procurar crescer e atrair. Temos razões para estar satisfeitos.

Quando esta iniciativa surgiu – por proposta do meu estimado amigo e colega de Direçcão, Jorge Fontes – pela primeira vez com regras diferentes do que é habitual, nós, minuciosamente, discutimos o perfil deste Concurso. E chegámos à conclusão, depois da primeira edição, que a concepção estava boa”.

“Precisamos que as parcerias tenham a dimensão adequada”

José Decq Mota destaca que “o “Azores Triangle Seas Photo Challenge” é uma das actividades que vai contribuir para o enriquecimento desta capacidade de divulgação que o CNH procura fazer”. E sublinhou que “uma outra área que é mais reconhecida é a Vela”, em que esta instituição náutica colabora com outras entidades da Comissão Náutica Municipal na co-organização de Regatas Internacionais de Alta Competição à Vela, regatas oceânicas, embora o CNH também receba e apoie ralies.

Este ano o CNH tem um conjunto de 5 iniciativas náuticas oceânicas, das quais 4 são Regatas de Alta Competição. Participamos em co-organização com outras entidades  mas como não temos qualquer mina de ouro no cais, precisamos, de facto, que as parcerias tenham a dimensão adequada. E estas regatas são, sem dúvida, um tipo de investimento que tem retorno, pelas pessoas que vêm e pela troca de tripulações, tudo isso traz bastante retorno”.

“É preciso manter esta linha de atractividade”

Gostava de dizer que estamos a trabalhar, há cerca de 4 anos, numa outra questão que também tem capacidade de atracção – e que vai ter muito forte – que é a Travessia do Canal a Nado e que este ano já está marcada para o dia 2 de Agosto. Muitos estrangeiros participaram em tempos mais recuados e quando tivermos a possibilidade de fazermos uma divulgação forte deste evento, esta capacidade de atracção também vai ficar marcada nessa área.

A Natação em Águas Abertas é uma actividade que chama muita gente na travessia a nado de um canal que pode não ser muito extenso mas um canal com as características do canal Faial/Pico é muito aliciante para estes desportistas, porque tem marés e correntes. Nós fazemos disto uma missão clara mas principalmente a razão de ser do CNH é no sentido de haver miúdos a Nadar, a andar à Vela, a fazer Canoagem. O Clube Naval da Horta existe para isso tudo – e queremos que isso seja cada vez maior e melhor – mas existe também para envolver este Porto e o nosso Arquipélago no seu conjunto”.

Falando directamente para a Directora Regional do Turismo, José Decq Mota lembrou que “para estas actividades se manterem é absolutamente indispensável o apoio do Turismo dos Açores, o qual permitirá continuar esta linha de atractividade nestas áreas”.

CNH trabalha com parcerias

O mais alto Responsável pelos destinos da única instituição náutica faialense enfatizou que “um dos aspectos que caracteriza este Clube é uma cooperação intensa com outras entidades oficiais e privadas em muitas áreas, sem a qual não era possível levar por diante o auspicioso Plano de Actividades traçado”. E recordou: “Costumo dizer que o CNH não é uma empresa; é uma associação que gasta mas não vende. E, portanto, temos de ter parceiros. E temos, felizmente! Mas sabemos que as parcerias existentes são insuficientes para aquilo que está ao nosso alcance fazer e para o que somos solicitados a fazer. E nesse contexto, aproveito para agradecer muito reconhecidamente ao Observatório do Mar dos Açores (OMA) na pessoa da sua Presidente, Carla Dâmaso, pela prestimosa e importante colaboração que nos deu na organização desta cerimónia neste belo local, que também deve ser mostrado e divulgado.

Agradeço, igualmente, os esforços de todos os envolvidos nesta iniciativa, que vai fluindo ao longo do tempo”.

Cory Fults – 1º Prémio

Leia todo o artigo aqui / Foto cabeçalho: Chris Robinson (2º prémio)

Categoria: Turismo
Partilhar

Deixar um Feedback