Reset da Password

Faça a Sua Reserva
Pesquisa Avançada
Your search results
blank
Junho 17, 2020

Açorianos que passem férias noutras ilhas do arquipélago vão receber 150 euros

Para obter o apoio, os interessados deverão preencher um formulário num período de 21 dias antes da realização da viagem, em que deverão garantir que a viagem é de finalidade turística.

O Governo dos Açores irá apoiar com até 150 euros os açorianos que pretendam passar férias noutras ilhas que não a de residência, mediante exigências ao nível do alojamento, refeições e atividades, para mitigar os efeitos da covid-19. O anúncio foi feito pela secretária regional do Turismo, Ambiente e Energia, Marta Guerreiro, durante a apresentação do programa “Viver Açores”, que decorreu esta terça-feira na cidade da Horta, na ilha do Faial.

“O incentivo é atribuído uma única vez, por duas vias: aérea e marítima, abrangendo, além do transporte, a aquisição de serviços de alojamento, alimentação, atividades turísticas, aluguer de viatura e despesas de reserva”, assinalou a governante.

O valor máximo de 150 euros é atribuído no caso de o passageiro optar pelo transporte aéreo, sendo que, no caso das crianças entre os 02 e os 12 anos, a verba baixa para os 100 euros.

Caso a deslocação seja realizada por via marítima, o limite máximo do apoio é de 100 euros e de 70 euros no caso das crianças entre os 02 e os 12 anos.

A secretária destacou que em ambas as situações o incentivo tem uma “majoração de 25 euros se o beneficiário recorrer ao aluguer de viatura”. Para a atribuição do apoio existem “requisitos mínimos obrigatórios”, como a aquisição de três noites em “empreendimento turístico, alojamento local ou pousada da juventude” numa localização em ilhas que não a de residência.

Existem também as exigências da aquisição de três refeições em restaurante no valor mínimo de 15 euros por pessoa e da compra de uma “atividade turística” no valor mínimo de 30 euros por pessoa. As duas últimas obrigações, quanto à aquisição de refeições e atividades, não abrangem crianças entre os 02 e os 12 anos.

“É neste contexto de retoma económica e social da região, após o confinamento imposto pela pandemia covid-19, que se justifica o relançamento da atividade turística, em primeiro lugar no contexto regional”, afirmou Marta Guerreiro.

A secretária regional destacou que o programa, que custará cerca de 1,75 milhões de euros aos cofres do Governo Regional, é uma forma de os açorianos “vivenciarem realidades, culturas e ambiências distintas”. “Afetámos 1,75 milhões de euros a esta campanha, para que os açorianos possam optar este ano pela descoberta destas nossas maravilhosas ilhas, fazendo férias na região, enquanto mais uma estratégia presente nas medidas de retoma gradual que o executivo tem levado a cabo”, destacou.

Para obter o apoio, os interessados deverão preencher um formulário num período de 21 dias antes da realização da viagem, em que deverão garantir que a viagem é de finalidade turística. Após a viagem, o passageiro deverá apresentar os comprovativos das despesas, sendo o valor do apoio pago no prazo de 10 dias após a validação dos documentos. O preenchimento do formulário e a submissão das despesas são realizados através da plataforma eletrónica www.viverosacores.azores.gov.pt.

Fonte: Jornal Económico com Lusa

Categoria: Turismo
Partilhar

Deixar um Feedback