Reset da Password

Faça a Sua Reserva
Pesquisa Avançada
O resultado da sua pesquisa:
Novembro 29, 2018

Orçamento do Governo Regional dos Açores prevê 29M€ para o Turismo

O Plano e Orçamento da Região dos Açores para 2019 prevê um investimento de 29 milhões de euros, mais 3% face ao ano anterior, para fazer face aos desafios do sector turístico. As propostas que constam do documento foram apresentadas na passada quarta-feira, dia 28, pela Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, Marta Guerreiro.

Entre as propostas está a qualificação do destino, “muito focada na valorização dos recursos humanos, com um investimento de 4,6 milhões de euros, que cresce 14% face ao que tínhamos no corrente ano”, revelou Marta Guerreiro.

O foco principal estará na formação de profissionais do sector, “numa estreita colaboração” com a Escola de Formação Turística e Hoteleira, através da implementação, já a decorrer, de um plano de qualificação e valorização para activos na área do turismo.

Além do aumento de 35% dos cursos na área do turismo em 2018 nas escolas de formação profissional da Região, Marta Guerreiro destacou a parceria com a AHRESP, num programa de Promoção do Património Gastronómico dos Açores, e com o IPDT, por via de uma formação sobre atendimento para profissionais do sector.

Em 2016, o emprego nos setores do alojamento, restauração e similares representava já 11% do total de empregados da Região, com perspetivas de assumir uma preponderância ainda maior em 2017 e 2018.

Para a Secretária Regional, “qualificar, significa valorizar, algo que está bem espelhado neste Plano de Investimentos, com medidas que valorizam o destino turístico, como seja a execução do projeto da Casa dos Botes, nas Lajes do Pico, ou a construção das infraestruturas de apoio às empresas marítimo-turísticas da Horta”.

Por outro lado, a governante considera que há também um desafio do ponto de vista social e económico, “enquanto actividade geradora de emprego e riqueza durante todo o ano, nos quais a manutenção dos actuais programas de turismo sénior e o lançamento de um programa de turismo inclusivo revelar-se-ão, certamente, medidas positivas na distribuição de fluxos turísticos por todas as ilhas ao longo de todo o ano”.

Marta Guerreiro assume a importância da promoção no reforço da notoriedade dos Açores como destino de Turismo de Natureza nos mercados prioritários. Neste aspecto, “a angariação e a manutenção de eventos continuarão a ser uma aposta, entre os desportivos, de cariz cultural e de negócios, que contribuem activamente para a captação de fluxos, permitindo atenuar os efeitos da sazonalidade”.

Fonte: Carina Monteiro / Publituris

Categoria: Turismo

Deixar um Feedback

O seu email não será publicado.

error: Conteúdo protegido !!